Apple desiste de exigir sigilo a criadores de aplicativos para iPhone

A Apple desistiu de um acordo de sigilo feito com os desenvolvedores de software para o iPhone, que era visto por muitos como um obstáculo para a criação de aplicativos.A mudança anunciada na quarta-feira (1) veio a público uma semana depois da apresentação do primeiro telefone celular que roda o Android, software para portáteis do Google. Essa nova plataforma de código aberto, que será lançada em um telefone chamado G1, permite que os desenvolvedores criem e vendam seus programas sem restrições.

A Apple, em contraste, exigia que os profissionais não divulgassem ou comentassem nem com seus colegas informações relacionadas ao kit de desenvolvimento de software para o iPhone. Recentemente, a companhia também proibiu os programadores que tiveram seus aplicativos rejeitados de divulgar os motivos pelos quais não foram aceitos. Essa iniciativa gerou uma nova onda de críticas sobre o processo de aprovação da Apple, visto por muitos como sigiloso e motivado por caprichos.

A companhia de Steve Jobs defendia, no entanto, que seu acordo de sigilo tinha o objetivo de proteger as inovações da Apple “para que outros não roubassem suas idéias, como já aconteceu”. No entanto, os programadores reclamavam que isso proibia a troca de dicas ou soluções para problemas enfrentados por toda a comunidade. Segundo os desenvolvedores, a troca de experiência ajuda a criar programas de maneira mais rápida e com menos falhas.

Em resposta às críticas, a Apple reconheceu que esse acordo não era bem visto por desenvolvedores e afirmou que não vai mais pedir sigilo em relação aos softwares do iPhone já disponibilizados. No entanto, os programadores que trabalham com novas versões do sistema operacional do telefone multimídia da Apple continuarão proibidos de divulgar o conteúdo

Anúncios

Como limpar históricos de Navegação

Olá pessoal, depois de muitos colegas de trabalho me perguntarem como faz para apagar históricos dos navegadores, resolvi postar aqui como se faz, se bem que eu ainda prefiro usar o portable na pen-drive que ai não tem problema nenhum de deixar nada no histórico do micro pois estará tudo na pen. Vamos aos principais utilizados

Firefox
– Clique em Ferramentas;
– Clique em Limpar Dados Pessoais;
– Deixe marcada apenas a opção Histórico;
– Clique em Limpar Dados Pessoais.
Continue lendo

Como desativar a navegação por abas do IE7

Você sabia que pode desativar o recurso das Abas nos IE7?

Se você é antiquado e não gosta de navegação por abas, mas gostou do IE7 e não quer voltar pro IE6, eu tenho a solução. Se você não gostar de ver os recursos dos programas, procurar novidades, então você não viu, mas o próprio IE7 tem a opção de ativar ou não a navegação por abas. É facil desativar é so seguir os passos abaixo:

  1. Ferramentas-> Opções da Internet
  2. Na parte de guias, clique em Configurações
  3. Desmarque Habilitar navegação por guias
  4. Dê OK, OK e re-abra o IE7.

E pronto a mágica está feita !!!

Usuários de blogs acessam mais notícias do que a média dos internautas

Os usuários ativos de blogs nos Estados Unidos acessam duas vezes mais conteúdo online de notícias e entretenimento do que a média dos internautas daquele país, revelou a comScore na segunda-feira (10/03).

A consultoria definiu os usuários ativos de blogs como a fatia de 20% dos visitantes assíduos destes sites, que concentram o equivalente a 84% de todo o tempo dedicado pelos internautas a blogs.

O engajamento desta fatia de usuários em blogs é 4,2 vezes maior do que a média dos internautas. O uso de sites por este público é 2,4 vezes mais intenso em páginas de política e 1,99 vez maior no caso de páginas de notícias e entretenimento.

O site mais consumido por este grupo – excluindo os blogs – é o Digg.com, cujo acesso é 3,5 vezes maior do que o praticado pela média dos internautas.

Em seguida, estão o site de celebridades Perezhilton.com – 3,2 vezes mais usado pelos leitores frequentes de blogs – e CTVGlobeMedia, com 3,1 vezes mais acessos pelos usuários ativos de blogs.

Segundo o levantamento Internet Activity Index, os internautas passam 7,5% de seu tempo online em redes sociais

Brasil ganha 7 milhões de novos internautas em um ano

O número de internautas residenciais ativos no País – aqueles que acessaram a rede de computadores pelo menos uma vez no mês – em janeiro de 2008 ficou em 21,1 milhões de indivíduos. Na comparação com janeiro do ano passado, quando o universo de internautas atingiu a marca de 14 milhões, o incremento alcança os 50%. Já em relação a dezembro de 2007, o número é 1,4% inferior. De acordo com a pesquisa mensal Ibope/NetRatings, no período de um ano, o Brasil ganhou 7,1 milhões de novos usuários ativos mensais de internet em domicílios, o maior crescimento entre os dez países analisados pelo estudo.

Com esse resultado, o País ficou à frente, em crescimento, dos Estados Unidos, que ganharam 4 milhões de novos internautas, e da França (3,2 milhões).

Na avaliação do analista de mídia do Ibope/NetRatings, José Calazans, o principal motivo do crescimento de internautas no País é o maior número de residências com computadores e banda larga. “Desde 2005, o número mensal de internautas praticamente dobrou, ao evoluir de 10,7 milhões em janeiro de 2005 para 12 milhões em janeiro de 2006, 14 milhões em janeiro de 2007 e mais de 21 milhões em janeiro de 2008”, destacou.

A pesquisa também apurou que o Brasil continua a ser o país com o maior tempo médio de navegação residencial por internauta, com 23 horas e 12 minutos. Com isso, ele fica à frente da França (21 horas e 38 minutos), dos Estados Unidos (20 horas e 39 minutos) e da Austrália (19 horas e 13 minutos).

Dentre as categorias analisadas pela pesquisa, a “Viagens e Turismo” apresentou o maior aumento porcentual do número de usuários em janeiro deste ano ante dezembro de 2007, com evolução de 9,6%. Em seguida aparecem as categorias “Informações Corporativas” (5,7%), “Governo e Entidades Sem Fins Lucrativos” (4,8%) e “Finanças e Investimento” (2,6%).

A pesquisa constatou também que a categoria “Viagens e Turismo”, que apresentou maior variação positiva na comparação mensal, atingiu, no mês passado, 6 milhões de usuários residenciais. Na comparação anual, os sites de viagens também registram o maior aumento porcentual, com 87%, à frente da categoria “Casa e Moda”, que cresceu 72%, e da “Automotivo”, que evoluiu 57%.

“Buscadores, Portais e Comunidades” recebeu no mês 19,8 milhões de usuários e tempo médio de 5 horas e 48 minutos mensais por pessoa. De acordo com a Ibope/NetRatings, com esse expressivo número de internautas, a categoria concentra os principais interesses dos brasileiros na internet. Outra categoria que merece destaque é a “Telecomunicações e Serviços de Internet”, que no mês passado acolheu 18,8 milhões de usuários, com um tempo de navegação médio por pessoa de 5 horas e 19 minutos.