Skype pede desculpas por quebra de privacidade na China

O serviço de mensagens de texto e voz pela internet Skype admitiu nesta quinta (2) estar “extremamente preocupado” com a quebra de privacidade de internautas chineses e acusou sua parceira de operações no país, a TOM Mobile, de alterar o funcionamento do programa.

O pedido de desculpas do Skype foi oficializado depois que o Citizen Lab, grupo de pesquisadores canadenses da Universidade de Toronto, alertou que a China estava espionando usuários do serviço, censurando mensagens de conteúdo político e armazenando-as em servidores.

Segundo o Skype, um filtro de mensagens de texto foi alterado pela operadora do serviço na China. “Pedimos desculpas pela quebra de privacidades nas mensagens nos servidores da TOM na China e estamos urgentemente corrigindo a situação”.

Relatório canadense

Em um relatório de 16 páginas, o Citizen Lab informava que a “TOM-Skype está censurando e armazenando mensagens de bate-papo que contenham palavras-chave específicas”.

Segundo o alerta, assuntos como a independência de Taiwan e oposição ao Partido Comunista na China estavam na lista de conteúdos que poderiam ser monitorados. O Citizen Lab dizia ainda que essas mensagens e outras informações pessoais dos usuários eram armazenadas em servidores públicos sem a segurança necessária.
O relatório foi publicado nesta quarta (1º) no site Information Warfare Monitor, projeto criado pelo Citizen Lab em parceria com o grupo de segurança SecDev.

 

Anúncios

Apple desiste de exigir sigilo a criadores de aplicativos para iPhone

A Apple desistiu de um acordo de sigilo feito com os desenvolvedores de software para o iPhone, que era visto por muitos como um obstáculo para a criação de aplicativos.A mudança anunciada na quarta-feira (1) veio a público uma semana depois da apresentação do primeiro telefone celular que roda o Android, software para portáteis do Google. Essa nova plataforma de código aberto, que será lançada em um telefone chamado G1, permite que os desenvolvedores criem e vendam seus programas sem restrições.

A Apple, em contraste, exigia que os profissionais não divulgassem ou comentassem nem com seus colegas informações relacionadas ao kit de desenvolvimento de software para o iPhone. Recentemente, a companhia também proibiu os programadores que tiveram seus aplicativos rejeitados de divulgar os motivos pelos quais não foram aceitos. Essa iniciativa gerou uma nova onda de críticas sobre o processo de aprovação da Apple, visto por muitos como sigiloso e motivado por caprichos.

A companhia de Steve Jobs defendia, no entanto, que seu acordo de sigilo tinha o objetivo de proteger as inovações da Apple “para que outros não roubassem suas idéias, como já aconteceu”. No entanto, os programadores reclamavam que isso proibia a troca de dicas ou soluções para problemas enfrentados por toda a comunidade. Segundo os desenvolvedores, a troca de experiência ajuda a criar programas de maneira mais rápida e com menos falhas.

Em resposta às críticas, a Apple reconheceu que esse acordo não era bem visto por desenvolvedores e afirmou que não vai mais pedir sigilo em relação aos softwares do iPhone já disponibilizados. No entanto, os programadores que trabalham com novas versões do sistema operacional do telefone multimídia da Apple continuarão proibidos de divulgar o conteúdo

Microsoft Brasil lança atualização do Windows para horário de verão

A Microsoft Brasil lançou, nesta segunda-feira (29/09), um ‘HotFix’ que altera o relógio do sistema operacional automaticamente para o Horário de Verão no Brasil. A partir de 0h do dia 19 de outubro, os moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do País devem adiantar seus relógios em uma hora.

A atualização é oferecida pela internet para os usuários do Windows Vista, Windows XP SP3 e Windows Server 2008. A Microsoft oferece orientações online para usuários de outras versões do Windows e para o Microsoft Exchange.

Segundo a Microsoft, a partir de 2009, o Ministério de Minas e Energia estipulará uma data fixa para início e término do Horário de Verão. Assim, o sistema operacional poderá ser atualizado automaticamente.

Os usuários que ainda tiverem dúvidas podem consultar a empresa pelo número 0800-888-4081

 Pensando em comprar algum produto da MICROSOFT? Pesquise antes no Buscapé.

Toshiba revela bateria de notebooks que carrega 90% em 10 minutos

A Toshiba mostrou, nesta terça-feira (30/09), na feira de tecnologia Ceatec, no Japão, um protótipo da bateria SciB (Super Charge Ion Batteries) para notebooks, que carrega 90% de sua capacidade em 10 minutos.

A tecnologia SCiB , além de permitir o veloz carregamento da bateria, durará mais e sobreviverá por mais ciclos que as atuais baterias – entre 5 e 6 mil ciclos, em comparação com 500 ciclos de uma bateria de lítio-íon. Recentemente, a HP revelou um notebook com 24 horas de duração de bateria.

As baterias SCiB são mais seguras – não explodem em caso de impactos, como é possível acontecer com os modelos de lítio-íon. Isto acontece devido ao uso de um material com um nível mais alto de estabilidade térmica e, além disso, a tecnologia SCiB inclui proteção contra problemas de circuito e aquecimento excessivo.

As baterias surgiram no mercado em 2007, tendo as primeiras versões voltadas a aplicações industriais. O modelo ainda não está próximo de ser incluso em notebooks, segundo a Toshiba, que não revelou quando as baterias SCiB chegam ao mercado.

Compare preços de Notebook Toshiba no Buscapé e faça a melhor compra.

Entenda de uma forma simples o “TCP/IP”

Olá amigos, para aqueles que ainda não sabem muito bem o que se passa na internet, ou acha que apenas o “www” já é o suficiente, esse vídeo mostra tudo o que você precisa saber.

Veja o vídeo no nosso novo endereço: www.lapate.com.br

Procurando câmeras digitais? Compare os preços no Buscapé e faça a melhor compra…

Brecha em codificação de HTML permite roubo de dados em serviços

Um problema na codificação de sites, conhecida tecnicamente como “cross-site request forgery”, permite que crackers ataquem portais para acessar dados pessoais de usuários que estejam autenticados online.O portal do jornal New York Times ainda está vulnerável. O YouTube, o portal de blogs MetaFilter e o banco ING Direct corrigiram a falha de codificação.

Em um ensaio acadêmico, os professores William Zeller e Edward Felten disseram que as falhas de CSRF foram ignoradas pelos desenvolvedores por falta de conhecimento sobre a seriedade do problema.

Diversos sites legítimos armazenam informações pessoais do internauta em um cookie ou em um arquivo de dados quando a pessoa se loga no portal.
Estas informações são requisitadas novamente para checagem, como durante o processo de uma compra online, por exemplo.

Durante o ataque de CSRF, um cracker envia esse pedido de checagem para o portal legítimo que – sem saber identificar que se trata de uma fraude – envia os dados pessoais do usuário.

“A causa principal que gerou o CSRF e outras vulnerabilidades está na complexidade dos protocolos de web e da evolução gradual da web como local de apresentação de dados para uma plataforma de serviços interativos,” defende o ensaio.

No portal do The New York Times, o cracker pode conseguir o endereço de e-mail de quem está logado no portal. Esse endereço pode se tornar destinatário de spam.

No dia 24 de setembro, a falha não foi corrigida, apesar dos pesquisadores terem notificado o jornal em setembro de 2007.

O problema no portal do ING foi mais sério. Zeller e Felten escreveram que a falha CSRF permite que uma outra conta corrente seja criada em nome da vítima. Além disso, um cracker poderia transferir o dinheiro para a sua própria conta. Os especialistas afirmam que o ING corrigiu o problema depois de notificado.

No site do MetaFile, a falha permite acesso à senha do usuário. Já no YouTube, um ataque permite adicionar vídeos na lista de favoritos do usuário e mandar mensagens para outros usuários. Nos dois portais, as falhas foram corrigidas segundo os pesquisadores.

Aparentemente, as falhas de CSRF são fáceis de serem achadas e corrigidas. Os autores do estudo indicam os detalhes técnicos para isso no ensaio. Eles também criaram um plug-in adicional para o Firefox para que os usuários se defendam de alguns tipos de ataques CSRF.

Maior fabricante mundial de telefones celulares, a Nokia lançará o primeiro celular da marca com tela sensível ao toque na próxima semana em um evento em Londres, disseram duas fontes do setor nesta sexta-feira.Ambas as fontes disseram que a Nokia estava pronta para revelar o aparelho, chamado de “Tube”, em 2 de outubro. Uma porta-voz da Nokia se recusou a comentar. Fabricantes de menor porte – LG, Apple e Samsung – lançaram inúmeros telefones celulares populares com tela sensível ao toque nos últimos dois anos.

“O aparelho é extremamente importante. Nós temos esperado pela resposta da líder do mercado ao iPhone (da Apple) há um ano e meio. Há muita pressão sobre a Nokia”, disse Carolina Milanesi, analista da Gartner.

A Nokia já havia informado em julho que apresentaria este ano o primeiro celular da companhia com tela sensível ao toque, e que iria vendê-lo mais barato que os modelos rivais do mesmo tipo, para poder entrar em um mercado de maior volume.

“A perspectiva de demanda em mercados emergentes, como a Índia, é boa para celulares baratos com tela sensível ao toque”, disse Hannu Rauhala, analista do Pohjola Bank.

Kai Oistamo, chefe da divisão de aparelhos da Nokia, disse que a empresa finlandesa está totalmente comprometida a trazer um portfólio completo de produtos sensíveis ao toque ao mercado, tanto sofisticados quanto mais simples.

Compare preços de Celulares NOKIA no Buscape